29 – 30 ENCONTRO QUINZENAL DE REFLEXÃO


COMISSÃO DIOCESANA DA JUSTIÇA E PAZCANAL DE MOCAMBIQUE, 22/06/2016

Destaques

  1. A empresa holandesa dona da EMATUM

Para além da Mozambique EMATUM Finance BV, com sede na Holanda, foi criada uma outra empresa em Agosto de 2013, denominada Stichting Mozambique EMATUM Finance.

A Stichting Mozambique EMATUM é dona das acções da EMATUM na Holanda e partilha os mesmos escritórios com a Mozambique EMATUM Finance BV, em Amsterdão. A empresa tinha em 2014 como saldo bancário, 27, 8 mil euros no Banco alemão Deutsche Bank.

  1. Devido a mau comportamento
    • Filho de Nyusi corrido na ATCM

Depois de ter sido notícia devido aos luxuosos carros que ostenta desde que o seu pai se tornou Presidente da República, o filho de Filipe Nyusi volta a ser notícia. Ele está proibido de frequentar o recinto do Automóvel e Touring Clube de Moçambique (ATCM).

  1. Em menos de dois meses
    • Terceiro incêndio em sedes da Renamo na cidade de Chimoio

Esta é a segunda vez que é incendiada a sede provincial da Renamo em Manica. Anteriormente, já havia sido incendiada a sede da Delegação da Renamo na cidade de Chimoio.

  1. Centenas de pessoas saíram à rua contra a guerra e as dividas escondidas

Queremos que o ex-Presidente e o seu Governo respondam por estas dívidas”- Alice Mabota, Presidente da Liga dos Direitos Humanos.

Exigir o desarmamento da Renamo é uma falacia. O Governo deve também deixar as armas.

  1. Negociacoes entre Governo e Renamo deverão incluir mediadores e observadores

A Comissão mista encarregada de prepara o encontro entre Nyusi e Dhlakama anunciou que as negociações vão incluir mediadores e observadores da União Europeia, África do Sul e da Igreja Católica Romana.

  1. Na Escola de Formação Prática da Policia de Matalane

Formandos queixam-se de serem retidos arbitrariamente.

  1. A conversa telefónica de dois dias entre Afonso Dhlakama e Filipe Nyusi

O Presidente da Renamo Afonso Dhlakama, anunciou que durante dois dias de conversa com Filipe Nyusi, alcançou consensos sobre o processo de negociações para a busca de paz.

ZAMBEZE, 23/06/2016

Destaques

  1. Diálogo por um lado. Ataque militar à Gorongosa por outro
    • Governo faz jogo duplo a Dhlakama

A Renamo lamenta que ao mesmo tempo que se esta a criar condições para o retorno ao diálogo, tendente a devolver a paz no pais, o Governo esteja a levar a cabo uma ofensiva militar de grande envergadura desde o dia 18 deste mês na Serra da Gorongosa onde se presume que esteja refugiado o líder da Renamo.

  1. Ecos dos utentes da EN7
    • Passageiros e transportadores queixam-se de demora e extorsão nas colunas da EN7

Vários passageiros e transportadores que circulam através de escoltas militares na EN7, principalmente no troco Vanduzi e rio Luenha, nas províncias de Manica e Tete, queixam-se da demora e das constantes acções de extorsão aos transportadores, protagonizados por alguns elementos das FDS que garantem a segurança.

  1. Camiões malawianos alvejados em Macossa

Dois camiões tanques do Malawi foram alvejados, na manha da última segunda-feira por supostos homens armados da Renamo.

  1. Moçambique e Malawi chegam ao consenso sobre segurança na EN7

Autoridades Malawianas chegaram a acordo com Moçambique para a garantia da segurança na Estrada Nacional número sete, no centro do país.

  1. Repúdio à Guerra e dívidas ocultas (TAMBÉM TRATADO NOUTROS JORNAIS)

O povo não pode ser manipulado por coisas que não sabe.

  1. Tensão política-militar

PRM confirma ataque em Nhapassa e Machanga

  1. Província de Tete

Agentes da PRM envolvidos num sequestro na província de Tete.

  1. Governo de Sofala receia encerramento de fábricas

O Governo da província de Sofala esta preocupado com a intensificação dos ataques protagonizados pelos homens armados da Renamo e alerta que a situação pode levar a falência de algumas empresas que se encontram paralisadas desde o reinício da actual situação de tensão política no país.

  1. Em teleconferência fala de entendimento com PR
    • Dhlakama entende-se com Nyusi, mas não cessa ataques por falta de confiança.

O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, falando em teleconferência à imprensa explicou que parar com os ataques militares no centro do país, passa pela garantia dos dois lados, mas principalmente do lado do Governo que é quem movimenta contingentes militares de Maputo para procurá-lo nas matas de Gorongosa.

SAVANA, 17/06/2016

Destaques

  1. Sobre a divida publica de mocambique
    • Doadores não recuam e exigem esclarecimentos da dívida para libertar dinheiro
      • Queremos responsabilização dos autores

Presidente cessante do Grupo de Parceiros de Apoio Programático e embaixador de Portugal diz que dívidas escondidas é um assunto muito sério que merece a devida correcção. E quanto a tensão política, aquele diplomata diz que falta esforço para conquistar a confiança.

  1. PR reforma FDS debaixo de tensão político-militar
    • Nyusi apregoa diálogo com arma em punho

Numa altura em que a Comissão Mista composta pelos mandatários do governo e da Renamo ainda busca mecanismos para o encontro ao mais alto nível das respectivas lideranças, o Presidente da República e Comandante em Chefe das Forcas de Defesa e Segurança, Filipe Nyusi, orientou as Forcas de Defesa e Segurança para se manterem em prontidão combativa de modo a garantirem o controlo eficiente e eficaz de cada metro quadrado do território nacional, de cada milha do mar e ar.

  1. De protesto contra a situação político-militar e económica do país
    • Promotores da marcha queixam-se de ameaças

Alice Mabota e João Pereira falam de mensagens com tom intimidatório

  1. Liberdade de expressão sob ameaça?
    • PIC causa pânico no ZAMBEZE

A semana que finda, começou nebulosa no Jornal Zambeze. Em pleno dia de fecho, terça-feira, a Policia de Investigação Criminal (PIC), a nível da cidade de Maputo, notificou e com efeitos imediatos o Director e Chefe da redacção deste semanário, João Chamusse e Egídio Plácido, respectivamente, a prestar declarações, acerca de dois artigos publicados na sua penúltima edição (datado de 9 de Junho).

  1. Académico desmonta tese de Maleiane de que a dívida pública não afecta o bolso do cidadão

Tido como o maior disparate de sempre vindo da boca de um economista, Adriano Maleiane, o Ministro da Economia e Finanças, afirmou em voz alta, em Maio ultimo, que o bolso do cidadão não será afectado por causa da divida publica moçambicana. É uma teoria que, em meandros habilitados, incluindo antigos colegas de carteira do ministro não encontra acolhimento algum e, de tanta polémica, o Savana foi bater a porta de um dos mais activos economistas moçambicanos, mesmo em termos de produção científica, João Mosca. Mosca diz que “isso não é verdade”, para que diz que o Governo pensa que ninguém sabe mais do assunto, que as pessoas não sabem pensar, ou que quer aldrabar, mentir e considerar os cidadãos como pessoas de menor idade, o que é muito mau para a credibilidade de um Estado.

  1. Biodiversidade em risco no Parque Nacional das Quirimbas
    • Chineses devastam espécies marinhas protegidas

Depois de ter tomado conta das florestas nacionais e devastado todas as espécies valiosas de madeira existente em Moçambique, os chineses, com o beneplácito de algumas figuras ligadas ao poder em Moçambique, viraram as suas atenções para a biodiversidades marinha e estão a por em causa varias espécies em protecção.

NOSSA REFLEXÃO

Qual é o real Estado da Nação? A resposta a esta pergunta é única “péssimo”, ou “Pior de todos os tempos”.

Numa altura em que há uma luz no fundo do túnel com vista a busca de paz efectiva, embora sabemos que não será Perpétua como pensava um dos maiores filósofos alemão Emmanuel Kant. A tenção político-militar continua na ordem do dia, as Dívidas ocultas começam a causar tensão arterial aos moçambicanos e quanto aos recursos minerais, já não há muita prosperidade em virtude de o preço no mercado internacional ter baixado de forma exorbitante, o crime organizado continua a propalar-se a níveis assustadores e por conseguinte, o custo de vida a subir de forma avassalador.

As últimas informações indicam que a nossa dívida pública atingiu os níveis mais alarmantes de todos os tempos a nível de toda África. Moçambique está em risco de cair na caixa de lixo de maior devedor da História. E agora? Prendam os responsáveis. A impunidade de Guebuza e os seus dois filhos gelou a Procuradora-Geral da República no seu informe anual aos moçambicanos a ponto de não ter trazido dados substanciais para por cobro as situações da sua responsabilidade.

Por favor: Devolvam-nos o sossego, a concórdia, harmonia, a tranquilidade, a liberdade e a Paz que são os únicos garantes da dignidade de um Povo por um lado e por outro são estas, as sementes que possibilitam a construção de uma sociedade moderna democrática de direito e de justiça social.

Só nos resta PEDIR A DEUS PAI-TODO-PODEROSO QUE NÃO ABENDONE O SEU POVO. PAI, TENDE MISERICÓRDIA DE NÓS, TE IMPLORAMOS SENHOR.

A luta continua…. “Enquanto não encontrarem-se a misericórdia e a fidelidade, enquanto não abraçarem-se a paz e a justiça”, não calaremos….

O Secretário: João Dambiro, O Coordenador: Pe. Fidel Salazar   

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s